01/03/2013

Os dinossauros não tinham pai e mãe.

Por isso foram exterminados.
Noé recebeu ordens diretas de Deus para construir uma arca, pois a Criação seria preservada de um dilúvio que Ele enviaria dos céus durante quarenta dias e quarenta noites. Dilúvio para quem não sabe, significa chuvas em abundância, torrenciais, aquelas do tipo que caem em São Paulo todo início de ano. 
Noé era filho de Lameque, que era filho de Matusalém, que era filho de Enoque, que era filho de Jarede, que era filho de Malalel, que era filho de Caian, que era filho de Enos, que era filho de Sete, que era filho de Adão que era filho de Deus.  
Muito bem. Noé embarcou na arca que construiu levando os filhos, as noras, a esposa e pares de machos e fêmeas de cada espécie animal existente no planeta. Esses foram salvos pelas graças e obediência de Noé ao seu Deus. Os não crentes a este Deus se afogaram. 
Sendo verdadeiro o Pentateuco, os cinco primeiros livros da Bíblia que foram escritos por Moisés, os continentes, africano, americanos do norte, central e do sul, mais o asiático e ainda o novíssimo continente, que consiste na região da Austrália e adjacências, eram totalmente desabitados. Pelos relatos, negros, orientais e índios, não faziam parte da raça humana. Pelo que consta, Noé não era negrão, nem japonês e muito menos tinha traços indíginas. A árvore genealógica de Noé não menciona nenhum Oswaldão, Akira ou Touro Sentado nos seus ancestrais.
Na época da construção da arca os dinossauros, acredito, já tinham sido exterminados pelo grande meteoro que caiu no México, o que se chocou com a terra milhões de anos antes provocando um primeiro fim do mundo. Mas se eles ainda fossem vivos, imagino o trabalho que Noé teria para embarcar e manter presos na embarcação um único casal de velociraptors, ou, talvez mais difícil, um casal de tiranosaurorex. Bendito meteoro.
E os esquimós, então, onde entram nessa história? Pelo visto, na escala de prioridades bíblicas, eles ficam bem atrás das pulgas e dos percevejos. Só mesmo o milagre da fé para dar sustentação à veracidade do Pentatelco.  
E fé, meu camarada, não se discute, é inexplicável e pronto. Se tem ela no coração, como dizem os benedetos, ou você vai mesmo parar no inferno. Deve ser difícil para quem tem fé compreender aos que não tem. Da mesma forma o inverso.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Armando era pai de Oséias, que era pai de Douglas, que era pai de Vicente, que era pai de Luis, que era pai de José, que era pai de Rui que não teve filho legítimo, pois, Marcos nasceu de um ovo de velociraptor. Lá no inferno.

CARTA CAPITAL - Matheus Pichonelli - 28.02.2013  
Congresso 
O deputado Marco Feliciano, possível líder das minorias da Câmara. Foto: Gustavo Lima / Agência Câmara
Foto: Gustavo Lima / Agência Câmara
"O deputado das trevas quer ser líder das minorias. 
O deputado Marcos Feliciano (PSC-SP), que já classificou os africanos como “descendentes amaldiçoados de Noé”, avisa: “Nunca me passou pela cabeça presidir a Comissão de Direitos Humanos, mas agora com tanto ataque, deu até vontade (sic)”.
O deputado Marco Feliciano, possível líder das minorias da Câmara.
A vontade manifestada no Twitter pelo deputado, escritor, cantor e apresentador de tevê é resultado de uma avalanche de críticas sofridas desde que o seu Partido Social Cristão foi escolhido para comandar a comissão responsável pela defesa das minorias na Câmara. A bancada do partido tem hoje 16 deputados. Feliciano, declaradamente contrário a bandeiras como o casamento entre pessoas do mesmo sexo, é o favorito para assumir a liderança do grupo.
A escolha do PSC para a comissão causou arrepios nos grupos de defesa dos direitos humanos. As críticas são lideradas até aqui pelo deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), defensor da bandeira gay no Congresso que viu a escolha como uma forma de “barrar a extensão da cidadania plena às minorias”. “O PT ter aberto mão da CDHM é sintoma de um pendor do partido para o conservadorismo e a manutenção de poder que é irreversível”, escreveu."
 
Esse deputado pode ter nascido mesmo de um ovo de velociraptor.
Postar um comentário