07/03/2013

Como nossos pais.

Belchior tinha razão, sinto saudade do cheiro e da tinta do papel. 
Olá. Uma forte indisposição me pegou de jeito ontem, passei a madrugada de terça para quarta e boa parte do dia muito mal. Um desarranjo me impediu de ir trabalhar. Detesto faltar no serviço, mas não teve jeito, foi melhor eu ter ficado de molho em casa, o estrago foi relativo e assim pude me restabelecer. Acho que agora estou melhor, meio atordoado, mas firme e pronto pra segurar a onda.

Estirado no sofá assistindo TV, nem pensar, estaria doente ainda. Na cama, feito morto, de certo, morreria, ainda mais com o calor que fez em São Paulo nesta quarta feira. Haja ar condicionado. 

Passei o dia lendo. Pelos jornais, três foram os destaques: julgamento do goleiro Bruno, o acompanhamento do cortejo fúnebre do presidente Hugo Chávez e a surpreendente notícia de que o vocalista da banda Charles Brow Jr, Chorão, foi encontrado morto em seu apartamento no bairro de Pinheiros. Sem indícios de homicídio ou suicídio.  Um enígma. Parece que ele vinha tento problemas com depressão. Lamento pelos dois que se foram e uma vez julgado culpado, o goleiro buscará a bola ou o bola no fundo da rede, na cadeia. Este rapaz tinha um futuro brilhante como atleta.

Do Papa que renunciou pouco se falou, neste momento ele é só um emérito, a preocupação agora é sair na frente e saber quem será o novo sumo-pontífice. Os católicos afoitos, o conclave vai correr solto apesar da suposta pedofilia envolvendo o passado de alguns cardeais e a crise no banco do Vaticano ainda são notícias. A imprensa está em cima. 
Por falar em imprensa, acho que ela está deixando de ser como sempre foi: impressa. Imprensa impressa está agonizando. Se imprime cada vez menos de uns tempos para cá, a onda agora é digitar no teclado de um computador. Jornais e revistas tradicionais, cheios de histórias, não escaparam das versões algorítmicas. E não é moda não, a coisa veio pra ficar e tudo agora é pela banda larga, pelo wi fi, pelos sites que estão cada vez mais dinâmicos. Nos tablets tudo fica mais rápido. 

Também o rádio que até pouco tempo era o líder na agilidade da informação, está perdendo espaço, migram para internet para se manterem vivos. 
Redes sociais trafegam notícias na velocidade da luz. Alguém sabendo de algo novo, posta imediatamente pelo celular, pelo twitter, por aqui e por ali e os satélites se encarregam da divulgação em segundos, pelos quatro cantos do  mundo. Valha-me, Deus! 
Com tudo isso uma coisa se mantém irremediavelmente viva na imprensa: a forte obsessão pela opinião editorial, preservando o interesse corporativo da empresa jornalística - escrita e falada. As razões são diversas, mas o fato é que de modo geral, umas mais e outras menos, mas todas acabam cedendo ao tendencioso. Por mais que se esforcem o DNA conservador é determinante. Não é coisa de direita ou de esquerda, mas sim da cultura de valores, coisa de raiz.  
O leitor precisa ficar atento para não se deixar enganar-se. Lembrando a máxima que uma mesma história pode ser contada de várias maneiras. Uma redação bem escrita faz um esquimó ter certeza de que seu iglú sem um refrigerador moderno não é um iglú de verdade. Do papel para a banda larga essa característica se potencializa. A diversidade dos meios somada a agilidade tecnológica, multiplicam as maneiras de se contar histórias. Há de se ter cuidado. 
Na essência tudo continua como antes, sabe por que? Porque nós ainda somos os mesmos, somos como os nossos pais. A velocidade dos bites simplifica, mas tende a distorcer a compreensão. E compreender é um exercício que nem os velhos conseguiram na plenitude. Viver hoje em dia é como pilotar uma Ferrari  sendo que nossa habilitação é para um fusquinha. Mas calma que a gente aprende, não se desespere. Tudo é questão de tempo. 
Agora, por favor me dê licença, estou com pressa, sai da frente que atrás vem gente. Se o meu estômago não dói, então posso ir trabalhar. Boa!  

CONVITE    
Quando puder, volte ao Blog. Vou achar legal. Se quiser, deixe um comentário ali em baixo, vou curtir ler sua opinião. Clicar no FAÇA O LOGIN pra seguir o Blog, você ganha um ponto comigo. Pode xingar também, não se acanhe, aqui pode.   :)
Postar um comentário