27/03/2013

Pau no prejudicado

Não leve a sério, é só um rápido de desabafo.
Ao invés de chutar as paredes de casa ou arrebentar a televisão com tijoladas, encontrei uma forma de expressar meus pensamentos sobre os legisladores brasileiros. A maioria deles, pelo menos. 
Há de se acreditar que um ou outro poderia escapar ileso a uma contaminação por bactérias letais, daquelas que arrebentam os intestinos e ânus, ou de viroses poderosíssimas que agem no início pelas vísceras para depois se alastrarem pelos poros, alcançando e derretendo os cérebros dos cafajestes, transformando-os em nanicos zumbis-nazistas de baixa auto-estima, ou de miras  certeiras vindas do espaço sideral lançadas por ETs de cabeças grandes em gigantescas naves prateadas oriundas de planetas distantes do universo, ou de raios mega-atômicos que detectam cães-do-inferno e os aniquilam instantaneamente, ou… 
Pronto, assim me acalmei e ninguém ouviu de mim um único palavrão. Agora sinto-me melhor podendo seguir para o trabalho mais tranquilo, rendendo-me ao pagamento das contas e impostos municipais, estaduais e federais, honestamente, mesmo podendo ser assaltado, sequestrado ou esfaqueado. Os tempos não estão nada fáceis.
Viva a democracia colonialista brasileira! Uns em cima e muitos em baixo e pau nos prejudicados.
Postar um comentário