15/06/2013

Dona Dilma


Dona Dilma, na boa… que ninguém nos ouça, mas que tem inflação, tem sim. O custo de vida está subindo aqui em baixo. Pouco, mas subindo e o duro é que está dando sinais de que a coisa pode piorar. Se esforce ai, por favor, dona Dilma, não deixe ela voltar.


Sei que de onde está não é fácil contestar o incontestável, claro que não seria nada positivo se a senhora, do alto do palanque dissesse que o custo de vida subiu nos últimos tempos, mas se passar por perseguida pela imprensa não é legal, não é por aí, a turma aqui vai desconfiar. Isso é coisa de político velho, coronelões do tipo Odorico Paraguassu, lembra? kkk… 

Sabemos bem que a senhora não faz bem esse estilo. 

A imprensa de modo geral, faz, fez e fará panfletagens tendenciosas toda santa vez que se sentir ameaçada, faz parte do jogo, lamento, mas é assim em qualquer lugar do mundo menos nos países totalitários. Afinal ela tem dono e donos prezam pelo capital. Nada contra o capital, mas no terceiro mundo, o capitalista é mais perseverante… kkk

Dona Dilma, eu acho que além de corajosa e por várias oportunidades deu sinais disso a senhora é honesta, e não rouba, uffaa!!! Embora os que a cercam nem todos são da mesma linhagem. Cuidado, dona Dilma, prezamos muito pelo seu sucesso.

Deixo aqui três pequenas sugestões com intuito de contribuir com o governo da senhora, dona Dilma. São basicões, nada de novo:

1) Diminua o custo do governo, tem muita gente nele, dona Dilma, muitos ministérios, por exemplo, tantos órgãos que nem sabemos bem das suas serventias, além de acertos de alinhamentos políticos. São onerosos e nada necessários, a maioria, pelo menos. É muito caro tudo isso e pouco eficiente, dê um calote nos compromissos partidários, a turma aqui em baixo vai gostar… kkk…

2) Promova junto aos outros dois poderes, o legislativo e o judiciário a mesma faxina. Dá um jeitinho, use sua influência, seria por uma boa causa. Por lá, nem se fala… kkk… a sujeira talvez seja até maior, têm bandidos aos montes, dona Dilma, muitos, nem imagina quantos. O Lula, seu antecessor, agora diz que nunca soube de nada, sabia quando era iniciante de carreira, lembro até quando ele disse que no Congresso tinha pelo uns 300 picaretas. O Sarney para ele na época, era uma sarna (essas são palavras minhas, dona Dilma). Mas ele metia o pau nele… kkk Hoje o Lula jamais diria isso… kkk é foda né? Ôps… desculpe, dona Dilma;

3) Impostos, dona Dilma. São muitos, ninguém aguenta mais pagar tanto imposto. E pior, pouco ou nada deles retorna ao povo. Saúde, educação, transporte, estradas, segurança, só pra começar, mas tem tantas outras coisas em déficit que ocuparia muito do seu tempo se ficasse aqui listando todas. Muito imposto em país desorganizado como o que você herdou facilita a corrupção. A corrupção estimula a burocracia que estimula a corrupção que estimula a burocracia e assim vai num moto-contínuo. Os bandidos sentem o faro da grana fácil e se juntam fazendo cara de preocupados com o povo. kkk…

Dona Dilma, você é uma mulher forte e inteligente. Não se deixe abestar-se pelo trono como fez seu padrinho e outros tantos que o antecederam. Acredite nos seus ideais, lembra deles, dona Dilma, aqueles dos tempos da adolescência?  Vá com a sua força atrás dos mal-feitores, mas sem armas dessa vez, pelo amor de Deus… kkk. E também esqueça essa história de comunismo/socialismo, isso é coisa provincianesca. Busque a praticidade, dona Dilma, isso poderá nos levar a um país de classe média de verdade, com poucos políticos, sem tiranias travestidas de democracias, sem nada dessas porras piegas. Ôps… desculpe de novo, é que estou meio nervoso só por falar com a senhora… kkk

Bem, dona Dilma, espero que me ouça, que tenha sucesso na empreitada e conte comigo para alguma ajuda se precisar.

Fique com meu abraço fraterno. (por enquanto, pois se fizer a mesma coisa que os outros, meto o pau na senhora… ops!)
Postar um comentário