04/08/2012

Os idiotas

Do nada cruzamos com pessoas estranhas, esquisitas, meio doentes. Algumas ainda conseguem nos iluder por algum tempo, deixando-se passar por pessoais legais. Mas também do nada percebemos o engamo, às vezes em curto tempo, outras tempos depois. 
O ledo engano se transforma em mágoa, frustração, raiva e no meu caso, após essas etapas, desenvolvi o sentido do esquecimento, deleto da memória e guardo somente o episódio como lição.
Lembrei-me de uma professora que certa vez falou sobre o significado da palavra idiota. No contexto do comentário que fazia a respeito Chico Buarque de Holanda, isso em vista da idolatria manifestada pelos alunos na sala de aula - do nada ela dirigiu-se a mim e soltou - idiota é um cara sem ideias, depois que a ditadura acabou, Chico ficou sem emprego, perdeu as ideias. Levou uma saraivada de vaias dos pseudos intelectuais da sala.
Claro que pensei tratar-se de uma indireta, a mim, ao resto do grupo ou à todos nós. Fui buscar no dicionário após a aula o significado da tal palavra que por coincidência foi num velho Aurélio que guardava na estante - Auréio Buarque de Holanda.
Lá vi que o sentido de idiota era outro, talvez o mais próximo ligado ao comportamento patológico de um cidadão - um deficiente mental.
Minutos atrás lia um artigo onde o autor mencionou o idiota e o site, significados.com.br quando imediatamente me remeteu trinta e tantos anos atrás. Tudo isso porque um pouco antes de ler o artigo lembrei de algumas pessoas que me aborreceram e disse a mim mesmo, são uns idiotas. Fui ao site e lá fui lançado pelos inícios dos oitenta. A cabeça da gente não para nunca. Escrevi a palavra idiota no campo de busca. Das interpretações mencionadas percebi que todas levavam ao mesmo caminho, um sujeito idiota não tem ideias.
Discordei em seguida. Alguns idiotas têm ideias sim e geralmente não são boas. 

"Idiota é um termo com origem no grego "idiotes" que significa "pessoa leiga, com falta de habilidade profissional" por oposição àqueles que desenvolviam algum trabalho especializado. Na acepção original, idiota designava literalmente o cidadão privado, alguém que se dedicava apenas aos assuntos particulares em oposição ao cidadão que ocupava algum cargo público ou participava dos assuntos de ordem pública. O termo evoluiu de forma algo depreciativa para caracterizar uma pessoa ignorante, simples, sem educação. Popularmente, um idiota é um indivíduo tolo, imbecil, desprovido de inteligência e de bom senso.  
Na Psiquiatria, a idiotia é o diagnóstico atribuído ao indivíduo mentalmente deficiente, com grau avançado de atraso mental. No estado de idiotia profunda, o portador desta patologia tem suas capacidades vitais reduzidas num estado semelhante ao coma"

Devemos tomar cuidado com os idiotas.
Postar um comentário