29/08/2012

Não acredito

Não acredito na Dilma. Não acredito no Lula. Não acredito no FHC. Não acredito no Médici. Não acredito no Geigel. Não acredito no PDT e nem tampouco no PT ou no PSDB ou qualquer tipo de P.
Não acredito no Senado. Não acredito na Câmara Federal. Não acredito na Petrobrás. Não acredito em Floriano Peixoto, Marechal Deodoro e em Rui Barbosa. Não acredito na TV Brasil. Não acredito mais nem nas putas que os pariu.
Não acredito no STF. Não acredito em ministros. Não acredito no teatro do Mensalão. Não acredito na Copa. Não acredito no Sarney. Não acredito no Serra. Não acredito na Soninha. Não acredito na Anaí. Não acredito no Chalita. Não acredito no Outros. Não acredito no Gabeira. Não acredito em nenhuma dessas tranqueiras.
Não acredito em políticos. Não acredito nos votos. Não acredito nas igrejas. Não acredito nas seitas. Não acredito, não acredito.
Patetas eleitores, estúpidos candidatos. Aqui nada é sério. 

Intenção de votos em São Paulo - DATAFOLHA - IBOPE em 28 e 29.8.12
Em qualquer canto do Brasil é a mesma coisa. Na verdade, tanto faz quem vence isso que chamam de eleição democrática. Mentem, mentem e mentem. E idiotas acreditam e comparam um com outro como se houvesse alguma diferença entre cada um deles. No final, depois de eleitos eles se entendem, mudam o rumo, sobem no mesmo palanque e contam outras estórias, eloquentes e ainda mandam a conta para quem votou neles ou não.
Não acredito. 
Não acredito agora e nunca mais.
Não acredito.
Não acredito.
Não acredito.
Não acredito.
Não acredito.

Postar um comentário