21/07/2013

Xarope, Papai Noel e San Diego.

UM ÚNICO ÍTEM, ENTRE TANTOS.

Lendo há pouco sobre a história da Coca-Cola fiquei surpreso com a informação de que a cada 10 segundos, 126 mil pessoas pelo mundo tomam algum produto desta marca.
Imediatamente fiz umas contas e cheguei nos seguintes números:

  • A cada minuto são cerca de 756 mil pessoas tomando Coca-Cola. 
  • A cada hora, 4 milhões e 536 mil pessoas.
  • Por dia, 108 milhões e 864 mil por todo mundo.
  • Num mês são 3 bilhões e 659 milhões de pessoas.
  • E num ano, 39 bilhões, 191 milhões e 40 mil pessoas.

Isto é, em média, nós terráqueos, já que somamos 7 bilhões de seres, tomamos 5,5 garrafas de Coca-Cola ao ano.
É um número básico, só de referência, até porque muitos nem chegam perto dela, mas que assusta, assusta mesmo.

Numa das oportunidades da vida passei por San Diego, Califórnia. Fica na costa oeste dos Estados Unidos. É uma cidade bonita, típica americana, cheia de conforto burguês. Não nego que aprecio.
Nesta cidade os Estados Unidos mantém um de seus portos com destinos militares, bem ao sul do país. Região que dá acesso ao mar sem fim do Oceano Pacífico. Próximo a este porto há também um aeroporto militar, super mega equipado.
Nunca tinha visto tanta embarcação bélica num único lugar. Nunca havia me deparado com tantos caças super-sônicos da mais alta tecnologia. Uma infinidade de navios, porta aviões, navios hospitais, muitos mesmo, de todos os tamanhos e modelos. 
Naquela costa, no mínimo, alguns trilhões de dólares estavam flutuando majestosamente. A maior força bélica do planeta estava representada ali. Chegou a ser assustador. Por que tanto armamento? Me perguntei.
Não sou do tipo anti americano, nem anti nada. Acho tudo isso uma grande bobagem, mas vendo aportado uma pequena parte do que verdadeiramente esse país investe em guerras, a cena me deixou triste.

Logo pensei: pronto, está aí uma parte de cada tostão que gastamos tomando o refrigerante do Papai Noel. 

A partir daquele dia fiquei só na água com gás de Lindóia ou de São Pedro. (como se fosse resolver alguma coisa)

Cruz credo!

Em tempo: Descobri o que é S2. É um cumprimento de despedida na linguagem das redes. Significa, Coração.
Postar um comentário