08/06/2012

Sebastião Salgado

Fotógrafo brasileiro, nasceu em Aimorés, Minas Gerais em 8 de fevereiro de 1944. Graduou-se em economia pela Universidade do Espírito Santo, em Vitória e pós graduou-se na matéria pela Universidade de São Paulo, vindo a trabalhar em seguida no Ministério da Economia em 1968. Neste ano o país vivia sob o regime  militar que o fez mudar-se para Paris em 1971 onde concluiu o doutorado.
Retornando ao Brasil em 1973 atuou na Organização Internacional do Café e com 29 anos, como especialista na fiscalização de plantações africanas, seguiu para a África carregando uma câmera fotográfica emprestada por sua esposa, Lélia Wanick Salgado,  acreditava que com o registro por imagens teria uma documentação mais eficiente. Bastou este encontro, ao acaso, pode-se dizer, para perceber que através da fotografia encontraria seu verdadeiro destino.
Neste mesmo ano retornou para Paris quando iniciou a carreira como fotógrafo free lancer em agências de notícias, com enfoque no registro dos acontecimentos pelo mundo - aspectos sociais, econômicos, os excluídos, os que vivem à margem da sociedade, as emigrações massivas de refugiados. O fotojornalismo o transformou em um profissional respeitado e de fama internacional. 

Sua sensibilidade é única e o trabalho em preto e branco retrata as mazelas da relação humana pelos quatro cantos do mundo de forma direta, clara e chocante. Faz o observador, à cada encontro com suas fotos mostradas nos pelos menos dez livros e diversas exposições, reavaliar seus conceitos. É simplesmente, brilhante. 
Observe algumas de suas fotos e considere.















A realidade se apresenta em tons coloridos, mas a vida é sempre num contrastado preto e branco.

Postar um comentário