23/06/2012

Histórias em 3D

Navegando pela net de vez em quando encontramos curiosidades. Vira e mexe faço um Control C e um Control V do arquivo que me chama a atenção e guardo na memória do meu computador para depois rever e me divertir um pouco mais. Acho que muita gente faz isso. Piadas, humor irônico, comentários sarcásticos, tem de tudo. É um retrato da vida estampada nesta mídia onde o acesso não é controlado.
Notícias tem pra todos os gostos. De política à shows de mágicos em circos do interior.
Recortei a nota abaixo e divulgo aqui, ela faz menção à tecnologia dos tempos modernos e o quanto ela confunde até mesmo o mais atento. Beira a estupidez, mas o que não se torna estúpido hoje em dia se levarmos as coisas muito a sério, não é mesmo?


O texto sugere veracidade. O marido retorna da guerra e encontra a esposa branca com um filho negro que não existia quando da sua partida e ela afirma ao amado esposo que um filme pornô em 3 D que assistia somente por curiosidade a engravidou. Ele, um crente à fidelidade da esposa, aceitou e ainda registrou o filho pardo como seu fosse, claro em 2D.
3D deve ser o apelido do carteiro, um negrão de dois metros de altura que um dia bateu à porta da americana saudosa de um marido que há muito estava ausente defendendo a pátria amada em terras estrangeiras. Ele abatendo por lá e ela sendo abatida em casa pelo 3D.
As guerras trazem histórias das mais estranhas. Essa talvez seja mais uma delas.

Essa é do Laerte
Até.
Postar um comentário