23/06/2012

Belo Monte - Anúncio de uma guerra.

Assisti esse filme e despertei para o problema. O assunto é mais sério do que imaginava pelo pouco que li pelos jornais. E o que mais me chocou foi arrogância de políticos, inclusive a que hoje é nossa presidente. Trecho do documentário mostra Dilma Rousseff, quando ainda ministra de Minas e Energias do governo Lula, defendendo a construção de Belo Monte, num tom horrivelmente sarcástico.
Pouco sei sobre o assunto e assisti-lo despertou-me a estudá-lo melhor, com mais carinho.
Povos indíginas de várias etnias na reserva do Xingú, pedem ajuda e ninguém ou ouve. Habitantes ribeirinhos, brasileiros como nós da cidade, estão aflitos pela construção de uma barragem que irá gerar energia somente por quatro meses no ano e que fará com que mudem de região, de vida. Interesses econômicos internacionais, construtoras gigantes envolvidas e consequentemente, é claro, políticos ao redor, provavelmente sugando da fonte.
Assim como no descobrimento do Brasil, índios serão catequizados, desrespeitados de sua cultura. Devemos procurar alternativas para outras fontes de energia, afinal o progresso também é uma realidade. Mas, acima de tudo, há de se ter respeito com gente, com as pessoas. Mais uma vez, pelo visto, isto não está acontecendo.

É lamentável.
Postar um comentário