01/05/2012

Diário do Dia - Terça feira, 1 de Maio de 2012


É uma pena que uma minoria intelectualmente limitada tenha se apossado das entidades que, em tese, defendem os direitos dos que trabalham de verdade no Brasil.


Bossais, esses dirigentes enxergaram a oportunidade de crescimento pessoal, de destaque na mídia e entre os seus, sem nada de produtivo no resultado e como vampiros, encravaram-se nas legendas dos diversos sindicatos pelo país e nas centrais aglutinadoras de um pseudo comando organizado, como se tivessem na excência o único interesse de servir ao próximo.
Retóricos e cheios de frases feitas, confundem-se com palhaços, a despeito da provável indignidade desta categoria que aqui não merecia a comparação. Fazem espetáculos de caráter mesquinhos nos palanques, iludindo os incautos soados do trabalho honesto.
São tão hipócritas e ordinários quanto seus colegas vereadores, deputados e senadores, também espalhados pelo nosso querido Brasil varonil.
Veio o progresso ao longo das décadas na relação do trabalho. Houve momentos na história em que o barulho foi necessário. Muita resistência entre as partes - patrões, empregados e o estado.
Hoje, mais do que nunca, cabe o objetivo da negociação e a boa argumentação. No mundo todo esta relação vem se aprimorando, com exceção em alguns países que insistem em manter-se num modelo arcaico de relação povo e estado. Estamos distantes do ideal tanto de um lado quanto de outro. Quem deveria estar envolvido fica no centro, calado e manobrado - o trabalhador comum.

A esses sem ação, fica o ônus do calo na mão e aos escorpiões de plantão, os donos da razão, esperem do além a dor de um câncer no meio do ânus, daqueles,  sem correção.
Aos puros, acredito que devam existir, peço o perdão. Não me refiro a esses. Me dirijo ao que leram este pequeno manifesto, coçaram os narizes e me xingaram.

DIA DO TRABALHO NO MUNDO 









"O Dia Mundial do Trabalho foi criado em 1889, por um Congresso Socialista realizado em Paris. A data foi escolhida em homenagem à greve geral, que aconteceu em 1º de maio de 1886, em Chicago, o principal centro industrial dos Estados Unidos naquela época.
Milhares de trabalhadores foram às ruas para protestar contra as condições de trabalho desumanas a que eram submetidos e exigir a redução da jornada de trabalho de 13 para 8 horas diárias. Naquele dia, manifestações, passeatas, piquetes e discursos movimentaram a cidade. Mas a repressão ao movimento foi dura: houve prisões, feridos e até mesmo mortos nos confrontos entre os operários e a polícia.
Em memória dos mártires de Chicago, das reivindicações operárias que nesta cidade se desenvolveram em 1886 e por tudo o que esse dia significou na luta dos trabalhadores pelos seus direitos, servindo de exemplo para o mundo todo, o dia 1º de maio foi instituído como o Dia Mundial do Trabalho"
Fonte: IBGE/Ministério do Trabalho.




Postar um comentário