08/10/2014

A agonia

Na percepção o poeta traduziu a aflição acreditando que todos temos necessidades, talvez, somente porque precisamos te-las. 
Possivelmente sem elas não teríamos motivo para viver. 
O ódio e o amor são fundamentais e se compõe dentro da gente, convivem lado a lado. Seguem uma espécie de padrão, de norma, de forma, de fluxo.
Do Blogueiro
POEMA DA NECESSIDADE
Carlos Drummond de Andrade

É preciso casar joão,
é preciso suportar antônio,
é preciso odiar melquíades,
é preciso substituir nós todos.

É preciso salvar o país,
é preciso crer em deus,
é preciso pagar as dívidas,
é preciso comprar um rádio,
é preciso esquecer fulana.

É preciso estudar volapuque,
é preciso estar sempre bêbedo,
é preciso ler baudelaire,
é preciso colher as flores
de que rezam velhos autores.

É preciso viver com os homens,
é preciso não assassiná-los,
é preciso ter mãos pálidas
e anunciar o fim do mundo.


Postar um comentário