04/01/2013

Haddad, nada de novo no Front?

Muito cedo para julgamentos, mas o novo prefeito de São Paulo iniciou sua administração com a mesmíssima prática de seus antecessores. É preocupante.

"gesto de aproximação política"

Reproduzo matéria da Folha de S Paulo desta sexta, 04 de janeiro.

Haddad concede 'feudo' para Kassab na prefeitura de SP


EVANDRO SPINELLI

DE SÃO PAULO

A SPTuris, empresa municipal que cuida do turismo na cidade e administra o Anhembi e o autódromo de Interlagos, se tornou o "feudo" kassabista na gestão do prefeito Fernando Haddad (PT).
Como a Folha revelou em 20 de dezembro, Haddad manteve Marcelo Rehder, amigo do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD), como presidente da SPTuris. Foi uma decisão do próprio Haddad como um gesto político de aproximação do PT com o PSD.
Agora, a SPTuris vai abrigar, além de Rehder, uma série de aliados de Kassab, incluindo a ex-vice-prefeita Alda Marco Antonio (PSD).
Não está definido o cargo que Alda vai ocupar. Já o chefe de gabinete do ex-prefeito, João Francisco Aprá, assumirá uma diretoria na empresa.
Também vão para a SPTuris, entre outros, José Rubens Domingos Filho, ex-coordenador da fiscalização do Cidade Limpa, Marcelo Bruni, ex-subprefeito de Pinheiros, Guilherme Mattar, ex-secretário-adjunto de Relações Internacionais, e Carlos Roberto Fortner, que era adjunto na Secretaria do Verde.
Os auxiliares ainda não foram nomeados. Eles apenas foram aprovados, no fim do ano passado, ainda na gestão Kassab, pelo Conselho Municipal de Administração Pública, órgão ligado ao gabinete do prefeito que autoriza indicações para cargos de confiança em empresas públicas. As nomeações devem ser oficializadas nos próximos dias.
Editoria de arte/Folhapress

'PIOR PREFEITO'

Durante a campanha eleitoral, Haddad chegou a dizer que Kassab, que apoiava José Serra (PSDB), era o "pior prefeito" do país e fez várias críticas à gestão, principalmente em saúde e educação.
A aproximação veio após a eleição. Sobre a SPTuris, a gestão Haddad informou que Rehder tem autonomia para montar a equipe técnica.
A base da equipe da SPTuris foi montada por Caio Carvalho, homem de confiança de Serra, que presidiu a empresa entre 2005 e 2011, quando Rehder assumiu o cargo.
A diretoria já contava com outros auxiliares do ex-prefeito, como Arley Ayres, chefe de gabinete do Kassab no início da gestão.
Um diretor da SPTuris tem salário de R$ 18.856. Gerentes ganham R$ 12.493. Outros chefes e assessores têm salários a partir de R$ 5.178.
A empresa tem um Orçamento previsto para 2013 de R$ 249 milhões e conta hoje com 112 cargos de confiança.
outros cargos
Haddad também aproveita ex-auxiliares de Kassab em outras áreas. José Alexandre Sanches é o secretário-adjunto da Secretaria do Trabalho e do Empreendedorismo. Ele ocupava o mesmo cargo na gestão Kassab, com o secretário Marcos Cintra, e até dirigiu a pasta interinamente.
Luiz Sales, que era diretor de turismo da SPTuris, é o novo secretário-adjunto de Esportes. Foi convidado pelo secretário, Celso Jatene (PTB).

Postar um comentário