16/09/2013

O Pouso da Garça

Ela pousa e posa para o mundo como que dele nada pretendesse. 
O véu que carrega a faz parecer uma noiva. 
Ela está serena e aparentemente sem qualquer interesse.  
A natureza lhe deu esse atributo. A natureza nos deu esse atributo.


Mas ela tem planos. Esconde um desejo. Nós todos temos planos, vivemos de desejos.
Sábia, não revela - por que deveria faze-lo? Somente a ela interessa suas vontades. 
O mundo não precisa saber. Ninguém precisa saber. O desejo é só dela.


Astuta, parte para o ataque decidida. 
O alvo não percebe. Sempre existe um alvo.






Satisfeita, parte para outra. E a vida segue.


Em todo canto a natureza se manifesta.
Postar um comentário