24/03/2012

Admiração

Admiração a um artista, um ator e humorista. Um ser humano valente e crítico sagaz do comportamento. Observador, usou o humor como ferramenta. Sua alma é privilegiada.
Marcou a vida dos brasileiros de várias gerações. Ironizou o Estado quando este nos ironizava dentro dos quartéis. 
Seus personagens - 209, dizem, tinham identidade própria, do Pantaleão ao Vampiro brasileiro, do professor Raimundo ao Alberto Roberto - Eu não garavo
Impôs vida própria aos seus personagens nos fazendo esquecer de quem os interpretava. Talento dos pés à cabeça. 
Respeitado pelos colegas, admirado pelo público. Consagrado na TV, no teatro e no cinema. Deixa saudade e o registro para a eternidade de sua passagem.
Se recupere em paz para uma retomada em uma outra oportunidade, inquieto, Chico Anysio.







Postar um comentário