09/10/2011

Sereno




Acordei neste domingo bem cedo e não sei a razão, desde os primeiros minutos, assobiava uma música. Acho que ninguém ouvia. Nem eu ouvia, estava só no meu pensamento. Provavelmente sonhei com ela.

O dia foi tranquilo porque me sentia calmo. Sereno o tempo todo. Em Piracaia e agora aqui em São Paulo.
Nem mesmo o congestionamento que encarei no retorno alterou o estado de espírito. Vim numa boa em duas horas e meia, quando normalmente faço o percurso de 85 quilômetros em menos de uma hora.

Vim pensando na letra da música. O que ela significava.

Uma mensagem bastante simples.
Escrita por uma pessoa simples.
Uma linha melódica simples feita somente com três ou quatro acordes.
Um instrumento, um piano. A voz do cantor passeia no arranjo simples.
O que a letra sugere é algo simples.
Imaginar todo mundo simples, vivendo sua vida.




Imagine que não há paraíso
É fácil se você tentar
Nenhum inferno abaixo de nós
Acima de nós apenas o céu
Imagine todas as pessoas
Vivendo para o hoje
Imagine não existir países
Não é difícil de fazê-lo
Nada pelo que lutar ou morrer
E nenhuma religião também
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz
Você pode dizer
Que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Eu tenho a esperança de que um dia
você se juntará a nós
E o mundo será como um só
Imagine não existir posses
Me pergunto se você consegue
Sem necessidade de ganância ou fome
Uma irmandade humana
Imagine todas as pessoas
Compartilhando todo o mundo
Você pode dizer
Que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Eu tenho a esperança de que um dia
Você se juntará a nós
E o mundo será como um só

O sujeito (desnecessário dizer quem) compôs a música quando, provavelmente, se sentia sereno.
Inspira a quem se deixa levar por ela.

Bons dias para todos nós. Simples, serenos. Vivendo a vida em paz.


Postar um comentário