21/11/2015

A Trama

Um rápido desabafo, coisa minha, relaxe. Garanto que a raiva aqui exposta não vem de você. Eu é que não aguento mais o que esses caras fazem com a gente. Tô de saco cheio! 
Me esforcei, tentei, experimentei. Busquei forças em todos os cantos. Dentro do coração, na alma, galguei a tolerância, a compreensão e pindaíba nenhuma. 
Deixei para amanhã, para o dia seguinte, para a outra semana. Não quis me precipitar, pois sei que o impulso já me ferrou de outras vezes. 
Procurei ajuda médica, fui temente a Deus por meses seguidos, frequentei a missa dos domingos, me tornei um fiel no Templo de Salomão, doei dízimos dezenas de vezes. No Centro eu cachimbei e ofertei a pinga e a farofa na esquina. Afinal eu tinha uma causa e talvez a conexão espiritual me levasse até ela.
Considerei também eventuais interferências extra-terrestres, daquelas nefastas, de seres meio transparentes e levemente azulados, os que lançam raios ultra-derretedores de cérebros, quem sabe, por ventura, tivessem subjugado as mentes dos "em questão". 
Triste e decepcionado voltei pra casa, mais uma vez deu no nada-vezes-nada, não encontrei nenhuma explicação racional para me confortar.
Enfim, acho que tentei de tudo, juro por todos os santos e demônios que povoam este planeta. 
A dúvida persiste: saber se há diferenças de caráter em cada um dos políticos do meu país, naqueles que se colocam à direita, à esquerda ou ao centro de algo que não sei bem o que é. Acho que nem mesmo eles saibam.
Sozinhos, eles se mostram íntegros, mas unidos, fedem mais que enxôfre! Coisa do Demo. 
"Políticos...unidos... jamais serão vencidos…” é o que reza em meu país. 
Para mim eles são como gosma escarrada, amontoada no piso dos palácios, dificultando a vida dos comuns. 
Todos (ou muitos) têm nojo, mas ninguém (ou poucos) está afim de limpar a sujeira. “Melhor é desviar” é o que também reza em meu país. 
A estratégia é confundir o eleitor. Este é o idiota no enredo, é o que crê, o que paga a conta e não vê. Sabe que estão mentindo, lá no fundo intui isso, mas, mesmo assim acredita. Afinal, incutiram nele o dever da fé.
E ainda acredita no "direito de escolha” no "voto livre" e em Cubra Libre... kkk 
Democracia é o baralho. É o ú da mãe deles. Seria se fosse de baixo para cima, mas o esquema foi montado exatamente na posição inversa. Então, vão tomar naquele lugar!
Ufa, desabafei. 
Em tempo: penso que por lá chegam pessoas bem intencionadas, mas, infelizmente, com o tempo e com as oportunidades de ouro que o sistema oferece ocorrem as metamorfoses, daí, meu chapa, já era.

Postar um comentário