29/04/2015

No imperativo (Ganha Bolachinha)

A doce ilusão da liberdade 
Jacques-Armand Cardon
Deita! 
Dorme! 
Finge de morto! 
Corre para esquerda! 
Agora para direita! 
Balança o rabo! 
Fica triste! 
Faz cara do bobo! 
Isso, muito bom! Ganha bolachinha! 

Morreu! 
Acordou! 
Procurando! 
Dormindo! 
Correndo! 
Morreu de novo! 
Cadê o lobo? Auuuu! 
Muito bom mesmo! Parabéns! Ganha bolachinha!


Postar um comentário