28/08/2016

Tristeza

Tentando expressar o que eu sinto agora. Muito difícil.
Semana triste. Na sexta-feira, 26, meu irmão se foi para sempre. Ele estava muito doente e na calada da noite, por volta das três e meia da manhã, o motor parou. Acho que foi melhor assim, ele vinha sofrendo demais. 
Eu não podia imaginar o quanto seria difícil encarar essa situação. Pensei que estava preparado, vinha pensando nisso diante de seu estado de saúde, mas não estava.Sei que com o tempo me acostumarei com a ideia de não ter mais um irmão, de poder falar com ele bastando ir até sua casa na Vila Alpina, ou dar um telefonema ou até mesmo uma curtida numa postagem do face. Mas como dizem, o tempo passa e o conforto vem.  
Valeu, Alemão! Apesar de nos falamos tão pouco nos últimos anos, coisa que fazíamos escancaradamente pela vida, sem nunca termos brigados, saber que você estava onde pudesse encontrá-lo me deixava tranquilo. Agora, resta a memória.  
Me sinto arrependimento. Devia ter dado mais atenção para você, ser o irmão mais velho que todo mundo precisa ter. Eu fui o mais velho, mas não o suficiente, me desculpe. Estou triste de verdade, meu querido irmão. Pena você não me ouvir agora. 
A gente erra, todo mundo erra, mas neste momento me sinto o cara mais errado do mundo.


Postar um comentário