30/12/2015

Hábitos dos Infelizes

7 Hábitos de pessoas cronicamente infelizes. Você é uma delas? 
Há pessoas cronicamente infelizes? Elas já não buscam mais a felicidade? 
Do original: 7 Habits of Chronically Unhappy People - Traduzido e adaptado por Vida em Equilíbrio - Via Conti Outra  
Facebook - Climatologia Geográfica
Buscamos a felicidade desde o início de nossa existência, porém estamos cada vez mais desanimados em continuar a procurá-la. Há quem diga até, que ela não exista.
Pode ser que a felicidade se resuma em bons momentos, pode ser que ela seja tão simples que não conseguimos vê-la. De repente, ela está conosco o tempo inteiro, no presente, mas não conseguimos identificá-la, porque estamos pensando no passado ou excessivamente no futuro. 
Existem pesquisas que mostram que muito da dita “felicidade”, depende somente de nós, mas creio que com ou sem pesquisas, esse deve ser o caminho. Entretanto, muitas pessoas, após tanto tempo de tristeza, acabam adquirindo hábitos ruins, logo dificultam cada vez mais a saída da caverna escura, que é a tristeza constante. 
Sem mais delongas, vamos as características de pessoas cronicamente infelizes. 
1- A vida é dura 
Todos nós sabemos que a vida é, de fato, dura em muitos momentos, mas as pessoas cronicamente infelizes, não levam com uma perspectiva de enfrentamento, mas de vitimização, se veem como vítimas da vida e ficam presas no “olha o que aconteceu comigo”, em vez de encontrar um caminho para se livrar do problema. 
2- Ninguém é confiável 
Acreditar no lado bom das pessoas é saudável, te torna mais sociável, mais disposto a conhecer novas pessoas e ter novas experiências, porém pessoas tristes, tendem a não confiar em ninguém, muitas vezes devido à alguma traição. Infelizmente, esse tipo comportamento passa a fechar portas para qualquer conexão fora de um círculo interior, frustrando todas as chances de encontrar novos amigos. 
3- Concentram-se somente no que está errado neste mundo 
Certamente se pararmos para pensar na podridão que existe no mundo, felicidade não será o que vamos sentir em seguida, mas devemos encontrar formas de viver bem nossa vida, mesmo que isso signifique evitar pensar em tudo que há de ruim as vezes.
Bukowski era um infeliz crônico? 
“Há bastante deslealdade, ódio, violência, absurdo no ser humano comum para suprir qualquer exército em qualquer dia. E o melhor no assassinato são aqueles que pregam contra ele. E o melhor no ódio são aqueles que pregam amor, e o melhor na guerra, são aqueles que pregam a paz. Aqueles que pregam Deus precisam de Deus, aqueles que pregam paz não têm paz, aqueles que pregam amor não têm amor. Cuidado com os pregadores, cuidado com os sabedores. Cuidado com aqueles que estão sempre lendo livros. Cuidado com aqueles que detestam pobreza ou que são orgulhosos dela. Cuidado com aqueles que elogiam fácil, porque eles precisam de elogios de volta. Cuidado com aqueles que censuram fácil, eles têm medo daquilo que não conhecem. Cuidado com aqueles que procuram constantes multidões, eles não são nada sozinhos. Cuidado com o homem comum, com a mulher comum, cuidado com o amor deles. O amor deles é comum, procura o comum, mas há genialidade em seu ódio, há bastante genialidade em seu ódio para matar você, para matar qualquer um. Sem esperar solidão, sem entender solidão eles tentarão destruir qualquer coisa que seja diferente deles mesmos.” – Charles Bukowski
 
4-  Comparam-se aos outros e são invejosas 
As pessoas infelizes acabando acreditando que a sorte de outro alguém rouba a sua própria sorte, acreditam muitas vezes que não há sorte o suficiente para todos. É evidente que isso não é regra para todas pessoas tristes, muitas procuram o isolamento devido à insegurança. 
5- Querem controlar tudo 
Na insistência de controlar tudo, quando as coisas fogem do alcance dessas pessoas, acontece uma tragédia em suas vidas. O acaso é o inferno.A chave aqui é estar  focado e orientado para o gol, mesmo sabendo que o jogo pode ter que mudar. 
“Mas a vida sendo o que é. Ela é série de encontros e cruzamentos fora do controle de todos.”– The Curious Case of Benjamin Button 
6- O futuro = medo 
Pessoas infelizes tendem a imaginar que tudo dará errado, que seus planos nunca vão acontecer.As pessoas felizes assumem uma saudável dose de ilusão e se permitem sonhar com o que elas gostariam de ter na vida. As pessoas infelizes preenchem esse espaço da cabeça com constante preocupação e medo. 
7-  Enchem suas conversas com fofocas e reclamações 
Certamente não dá para levar como regra, porém muitas pessoas infelizes, tendem a gostar de conversar sobre outras pessoas, pois quando a infelicidade vem da inveja, da comparação, elas sentem um alívio ao falar mal. No entanto, há algumas pessoas tristes extremamente isoladas, essas optam sempre pelo silêncio, afinal já não confiam em ninguém. 
“Manter a boca fechada é difícil, mas eficaz. Quando alguém mantém a boca fechada por um longo tempo cria em torno de si uma atmosfera de mistério e inclusive de temor. Se alguma vez pronuncia umas poucas palavras (quanto mais absurdas, melhor), estas serão levadas a sério. O silencio é confundido muitas vezes com inteligência (um sábio que fala demais está perdido).” – Efraim Medina Reyes



Postar um comentário