22/12/2014

Pitágoras, você é o culpado.

A soma dos quadrados dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa.

E? Tentando encontrar lógica em tudo? Não vai conseguir, amigo.

Pegando um pedacinho da história do homem na terra. 

Carlos, o irmão mais novo de Renato era perdidamente apaixonado por Fernanda, que por sua vez deixara Renato dois meses atrás para ficar com Gilson, quase um ano mais velho que ela. 
O que Gilson queria mesmo era se divertir com a garota das pernas grossas e se divertiu, embora todos soubessem que sua verdadeira paixão era Daniela, a filha do meio de Dona Zulmira, a viúva.

Daniela foi  a primeira namorada de Carlos, irmão de Renato. 

Ambos tinham Zé Cláudio como primo e amigo.

Tempos depois Fernanda encheu-se dos afagos de Gilson e o mandou plantar batatas, trocou-o por Zé.

Zé, ainda muito novo, não sabia namorar, confidenciava a garota à prima Ideli, que chamava-a de “Miga" e também do pouco que ele gostava de encostar-se nela. 

Ideli ruborizava quando ouvia Fernanda falar dessas coisas. Se lembrava de João Carlos, o ex namorado que o pai proibira a aproximação.

Nem Carlos, nem Renato, nem Gilson e Zé Cláudio atraiam a atenção de Gabriela, a mais linda das três meninas, segundo eles próprios.

Ela guardava os olhos somente para Nestor, o mecânico negro de um metro e noventa de altura que mais parecia dois em um e que trabalhava na oficina do Antonio.

Antonio ou Seu Nenê como os mais íntimos o tratavam, já com quase setenta anos, contratou Nestor no ano passado para tocar a oficina. As costas lhe doíam por demais e muitos serviços vinha perdendo para a concorrência.

Nestor fazia gatos-e-sapatos com a namorada apaixonada que mal dormia de tanta aflição. 

A paixão mata-me pelas entradas! Gabriela dizia.

Fernanda, Daniela e Gabriela eram irmãs. A primeira com 21 anos, quase 22. A segunda com 20, embora aparentasse ser a mais velha das três e Gabi, a mais nova, com 17 para 18 anos. 

As três odiavam Carolina, Deise e Estela, as bruxas da casa amarela do início da rua. 
Desde pequenas sofriam bullying das “velhas malditas” e o ódio só foi crescendo com o tempo.

Com os anos tudo se transformou num grande nada na vida de todos daquela rua. Carlos casou-se com Fernanda, Renato com Gabriela e Daniela fisgou Gilson.

Zé Cláudio fez opção pelo Nestor para ser feliz e Seu Nenê morreu de um enfarte fulminante numa sexta-feira de carnaval, dias antes do casamento dos dois. 

Ideli e João Carlos foram realmente felizes para sempre, mas separados um do outro pelo oceano Atlântico, ele mudou-se para Barcelona enquanto ela refugiava-se em Divinópolis, interior de Minas Gerais e nunca mais tiveram notícias um do outro, nem pelo Face.

Dona Zulmira foi para um asilo, pois não aguentava mais arrumar a casa e passar tanta roupa. Nunca entendeu o por quê da novela das oito ser exibida às nove e meia da noite.

Carolina, Deise e Estela tiveram seus destinos pontuados de alegrias e decepções:  a primeira tornou-se ministra de estado e lésbica a segunda, lésbica e empresária de sucesso e Estela, a mais nova, mudou-se para o interior de Goiás com a namorada e lá abriram uma pequena loja de pesca na cidade de Valente.

Os filhos de Carlos e Fernanda - três ao total: Daniel, André e Lúcio, mais os filhos de Renato e Gabriela, Lauro e Ana Maria e as filhas gêmeas de Daniela e Gilson, Sara e Jane, estudam na mesma escolinha do bairro - Escola Segredo do Coração de Jesus e são bons alunos e alunas, com exceção de Lúcio que carrega secretamente um certo retardo mental, segundo a avó Maria Madalena.

De resto tudo bem na vida deles que seguiu de boa, assim como a minha que levo tentando compreender essa parafernália geométrica. 

Ah! Tem um homem que não mencionei na história cujo nome não me recordo, só sei que ele entregava pão e foi visto muitas vezes saindo da casa de Dona Maria Madalena, principalmente nas madrugadas frias, enquanto o marido dela viajava pelo Brasil trabalhando feito louco.

O homem morreu assasinado com dois tiros na nuca. Balas perdidas, segundo a polícia. Suspeitou-se de início do corno enciumado, mas este se fez de desentendido e tudo passou batido.

Matou por amor, então pode! Disse a manchete do jornal.

Como afirmou o matemático, a soma dos quadrados dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa. Sendo assim, fim de papo.


Postar um comentário